Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Município de Mari implantará projeto pioneiro da cajucultura em dois assentamentos

A expansão da cultural do caju vem ganhando novo impulso na Paraíba com o cultivo de mudas de caju precoce, neste sentido, o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário (Severino Ramo), acompanhado por sua equipe de técnicos, esteve visitando a EMEPA-PB (27/06), com vista obter melhores orientações para o plantio do caju no município.
Em Mari, o projeto envolve dois Assentamentos, o Zumbi dos Palmares e o Tiradentes, onde serão plantados ao todo 10.500 (dez mil e quinhentos) pés de cajueiro anão precoce, numa área de 50ha, sendo distribuída 25ha, para cada assentamento. Os assentados irão receber palestras e treinamentos de pesquisadores e técnicos agrícolas da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa) e da Emater. O plantio está previsto para ter início no próximo dia 17 de julho, próximo.
O caju precoce é altamente produtivo e de porte pequeno. Essas características fazem do cajueiro anão-precoce a estrela da cajucultura brasileira. “Uma das grandes vantagens é o porte pequeno da árvore, que viabiliza o aproveitamento do pedúnculo (parte do caju da qual se produz o suco) e abri as portas para outro modelo de agronegócio focado no aproveitamento integral da cajucultura. Isso ocorre porque o caju pode ser colhido manualmente, o que não é possível nos pomares de cajueiro comum, pois as árvores podem atingir a altura de 20 metros. Os frutos caem no solo e a maior parte do pedúnculo é perdida”, ponderou, Severino Ramos, Secretário de Desenvolvimento Humano.
Outro ponto de considerável importância, é que o produtor irá consociar, o plantio com outras culturas de alimentos, tais como, Feijão, milho, mandioca, batata doce, entre outros de interrese do agricultor familiar. Com isso, a comunidade vivencia a valorização do meio ambiente, além de direcionar e estimular a produção local.
De acordo com o prefeito, Antonio Gomes, outra finalidade do projeto da cajucultura é envolver o Poder Público Municipal com as famílias beneficiadas, tendo em vista o desenvolvimento em comum com a comunidade assistida. “Devemos sempre patrocinar ações que favoreçam a sustentabilidade e também criar mecanismos que possibilitem à produtividade e renda às famílias” concluiu, o prefeito Antonio Gomes.
Da Redação do ExpressoPB
Com Assessoria de Comunicação
Será neste dia 07

Ex-jogador Vando lançará livro

falando da carreira profissional

Noite de autógrafos reunirá, certamente, no Salão Imperial, no Centro da cidade de Sapé, atletas, ex-jogadores, professores, imprensa e a sociedade sapeense em geral.

Com fotos marcantes, estórias reais e fatos memoráveis de sua carreira, o professor Vanildo Pedrosa dos Santos lança na noite do dia 07 de julho, no Salão Imperial, no Centro da cidade de Sapé, o Livro “Vando – a história de um Ídolo”.

A obra foi editada pela Gráfica e Editora Wallace, em João Pessoa, com mais de 180 páginas e que servirá de registro de um dos jogadores mais importantes da história do Confiança de Sapé e da Seleção Paraibana de Futsal.

Com prefácio do escritor e poeta João Victor da Silva, o livro de estreia de Vando chega como um prêmio àqueles que viu o atleta jogar e também para àqueles que ainda  não conhecia sua história em prol do futebol sapeense e paraibano.

Para João Victor, que assina o prefácio, “Vando vive. É uma lenda viva do futebol. Ele é todo movimento. Ergue o seus braços e corre outra vez no gramado. Ele não parou. Continua jogando, mudou só de campo, do mundo da bola para o mundo das letras e, com as suas mãos, testemunha o que fez com os próprios pés!”

Da redação
do Interiorano



Até quando?

MAIS UMA: agência dos Correios é explodida no agreste da Paraíba na madrugada de hoje

MAIS UMA: agência dos Correios é explodida no agreste da Paraíba na madrugada de hoje
Depois das agências bancárias e caixas eletrônicos, os bandidos mudaram o alvo na Paraíba e passaram a atacar as agências dos Correios e Telégrafos. Na madrugada desta quarta-feira (28), mais uma agência da empresa foi atacada. Desta vez a ação criminosa aconteceu na agência dos Correios da cidade de Lagoa Seca, Agreste do Estado.


Segundo informações preliminares da Polícia, os bandidos chegaram ao local usando um Golf, um Ecosport e duas motos. Depois instalaram os explosivos e detonaram a agência.


Na fuga espalharam grampos pelas estradas de acesso ao município como forma de dificultar a perseguição da polícia. O boletim do Centro Integrado de Operações Policiais não informou se os suspeitos levaram alguma quantia do local. Várias viaturas da PM foram deslocadas para a cidade, realizaram diligências mas até o momento ninguém foi preso.

 Ainda nesta madrugada um segundo caso foi registrado desta vez em Lagoa, cidade do Sertão paraibano. Segundo a polícia, homens armados arrombaram a porta do estabelecimento tentataram levar o cofre, mas não conseguiram. Os assaltantes fugiram do local atirando para o alto

 

Com PB Agora

terça-feira, 27 de junho de 2017

Ex-Senador reúne prefeitos e lideranças e tem seu nome especulado para compor a chapa majoritária de 2018

Ex-Senador reúne prefeitos e lideranças e tem seu nome especulado para compor a chapa majoritária de 2018
 No final de semana, em Santa Luzia, precisamente na Fazenda Santa Joana, do ex-senador Efraim Morais, a política e a festa junina formaram um par completo e articulado. O presidente dos Democratas na Paraíba reuniu mais de 20 prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e outras lideranças, como o deputado licenciado e atual secretário de Desenvolvimento e Articulação Municipal, Buba Germano (PSB), e o deputado Jullys Roberto (PMDB). No cardápio, além das comidas típicas tradicionais, o grupo alimentou-se, óbvio, do debate acerca das articulações políticas para 2018.

O deputado federal Efraim Filho, líder da legenda na Câmara Federal, “conversou demoradamente com as todas as lideranças políticas”, conforme foi repercutido nas suas redes sociais. Nos bastidores, especulam-se duas possibilidades: Efraim Morais como suplente de senador do governador Ricardo Coutinho (PSB) e/ou Efraim Filho como integrante da chapa majoritária. Como dissemos, são apenas especulações. “Ontem foi dia de comemorar o São João na Fazenda Santa Joana em Santa Luzia, e reunir muitos amigos, prefeitos, vereadores, lideranças de diversas cidades da Paraíba”, afirmou Efraim Filho.

Segundo o deputado muita coisa ainda poderá ocorrer daqui em diante, até porque as ‘construções políticas’ para 2018 ainda estão formando alicerces. “Sinceramente, não pensamos nada sobre isso, e essas especulações são naturais”, disse Efraim Filho, afirmando que o importante é manter o conjunto de partidos unidos em favor de um projeto maior pela Paraíba. Um detalhe que não passou despercebido: estavam no local representantes de todos os partidos aliados ao Governo do Estado, exceto o PT.

Redação com PBAGORA

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Líder da oposição e situação na ALPB divergem do desempenho do 1º semestre de 2017


Líder da oposição e situação na ALPB divergem do desempenho do 1º semestre de 2017
 O primeiro semestre de 2017 na Assembleia Legislativa da Paraíba foi pautado mais por divergências pontuais dos parlamentares, sobretudo as motivadas por decisões do Governo do Estado, do que pela produção legislativa. A avaliação é dos próprios deputados governistas e oposicionistas. O líder da bancada de oposição, Tovar Correia Lima (PSDB), acusou integrantes da bancada do governo de atuar na Casa com o objetivo apenas de votar matérias do interesse do Executivo Estadual. “Aqui na Casa só que faz a defesa de verdade é um ou dois deputados. O restante fica calado até mesmo pelas benesses do Governo Estadual. Os projetos chegam de lá para cá apenas pelo interesse de se aprovar e ninguém da situação se interessa em saber do que trata”, disse o tucano. O parlamentar também rebateu críticas do líder da bancada de situação, Hervázio Bezerra (PSB) de que a bancada é frágil. Ele alegou que a fragilidade ocorre pelo número pequeno de parlamentares que integram o grupo. “Esses seis primeiros meses foram marcados por embates, muitos patrocinados pelo próprio Governo do Estado. Nos chamam de frágeis, mas trouxemos à tona grandes discussões como a dos codificados, dos altos salários no serviço público, entre outras. Se nós fossemos maioria também diríamos que o Governo tem discurso frágil”, rebateu. Hervázio Bezerra (PSB) justificou que a atuação em defesa do Governo Estadual é importante para o desenvolvimento da Paraíba, que de acordo com ele, consequentemente beneficia a população. “A oposição deveria reconhecer o trabalho que tem sido realizado pela nossa bancada no legislativo e trabalho em prol do povo paraibano”, destacou o socialista. Questionado sobre a alegação de que os governistas não têm ações próprias, o lider da situação ficou confuso e citou as ações da Casa para a retomada das obras de Transposição do Rio São Francisco como uma das grandes atividades. "Nesses últimos seis meses a grande ação foi a cobrança do governador trabalhando pela transposição. A atenção à obra tem sido o tema central da Assembleia Legislativa" disse Hervázio Bezerra.
 Redação c/PBAGORA