Jornal O Interiorano - A verdade como referência - Fundador: João Victor da Silva - CNPJ: 13.513.199/0001-01 - Fone: (83) 8855-0110 - Sapé-Paraíba.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

2018: Wilson Santiago recebe apoio


2018: Wilson Santiago recebe apoio  Revelação nas eleições de 2016, Josivaldo da Caixa fortalece atuação política para as eleições 2018 buscando concretizar um projeto sólido e bem sucedido para Sapé

Dias atrás, Josivaldo esteve reunido com o Presidente do PTB Estadual Wilson Santiago e com o Deputado Federal Wilson Filho, em João Pessoa. Na mesa das conversas, trataram sobre 2018, avaliaram o cenário político de Sapé e discutiram construção de um plano de desenvolvimento para o futuro de Sapé.


- Wilson e Wilson Filho possuem um histórico de muitas obras em Sapé e em toda a região da Zona da Mata e do Brejo Paraibano. A população o conhece e sabe desse histórico muito positivo. Nós defendemos essa política de resultados. Disse Josivaldo.


Para Santiago, a parceria com Josivaldo da Caixa representa um apoio muito importante: “Josivaldo é um quadro muito qualificado que surge para a política de Sapé. É bem sucedido, o que significa competência no que faz. É respeitado pelo povo de Sapé e tem muito a contribuir com o município”.


Josivaldo da Caixa é empresário e bancário. Disputou a última eleição em Sapé , onde obteve 2.602 votos, no que corresponde a 15,48%, se tornando a grande revelação no último pleito eleitoral do município de Sapé. Com a decisão do TSE, Josivaldo da Caixa passou de terceiro para segundo colocado no último pleito. O município de Sapé possui 39.019 eleitores, de acordo com o TSE, no que está entre os dez maiores colégios eleitorais da Paraíba.


Redação c/Assessoria

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Maranhão reafirma que não"quer forçar a barra para ser candidato”

Maranhão reafirma que não"quer forçar a barra para ser candidato”
 Em entrevista a imprensa paraibana, o senador José Maranhão (PMDB) reafirmou que não está colocando pressão para ser candidato a governador da Paraíba, mas ressaltou que tem experiência para oferecer a população paraibana.

Maranhão destacou que “o PMDB tem o sentimento de que a Paraíba precisa se alinhar em torno de um processo de desenvolvimento”.

– Eu não quero forçar a barra para ser candidato. Se minha candidatura ocorrer, ela terá que vir como algo natural. A essa altura da vida eu tenho o que oferecer a Paraíba, que é a experiência de um trabalho anterior e vivência que poucos políticos têm – disse.

Redação c/PBAGORA

domingo, 17 de setembro de 2017

Governador da PB abre Semana

 Nacional de Trânsito

 nesta segunda-feira em JP

Semana visa conscientizar cidadãos sobre responsabilidade no trânsito

Comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, a Semana Nacional de Trânsito será aberta na Paraíba nesta segunda-feira, às 9h, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, durante solenidade presidida pelo governador Ricardo Coutinho, pelo secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, e pelo superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira.
Com uma vasta programação, o evento coordenado pelo Detran da Paraíba tem o objetivo de conscientizar o cidadão sobre sua responsabilidade no trânsito, valorizando ações do cotidiano, que buscam tornar as vias e rodovias públicas mais seguras e humanas. Por isso o tema “Nós somos o trânsito”, com o propósito de envolver todos os atores da sociedade, engajados na luta pela diminuição dos índices alarmantes de mortes e sequelados no trânsito da Paraíba e do Brasil.
Segundo o superintendente do Detran, Agamenon Vieira, a união de todos é que vai determinar a vitória dessa luta, inclusive no sentido de estancar o número de vítimas, bem como a sangria aos cofres públicos com atendimentos emergenciais que poderiam ser evitados.
De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), 90% dos acidentes ocorrem por falhas humanas, que envolvem desde a desatenção até o desrespeito à legislação por parte dos condutores. De acordo com esses dados, os exemplos mais comuns são excesso de velocidade, uso do celular ao volante, consumo de bebidas alcoólicas antes de dirigir ou até mesmo o cansaço.
Somente na Paraíba, no período compreendido entre 2014 e 2016, foram mais de 3.000 óbitos por acidentes de trânsito. Em 2017, mais de 4.600 motociclistas se acidentaram e quase 600 pedestres foram atropelados, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde.
Programação
De acordo com a programação, a abertura será marcada pela apresentação do Grupo de Danças Folclóricas do Sesc, seguida de esquete teatral sobre o trânsito, encenada pela “Arretado Produções Artísticas”, e palestra sobre o tema específico da Semana Nacional de Trânsito (SNT).
A palestra será proferida pelo presidente da Associação Nacional dos Detrans, Antônio Carlos Gouveia, sobre o tema “Nós somos o trânsito”, com a finalidade de alertar a população sobre a responsabilidade de cada um, no sentido de diminuir esses números alarmantes de mortes e feridos nas vias e rodovias do país.
Da redação com assessoria

Dos 36 deputados estaduais, cinco já acenam para pretensão de disputar mandato federal; dois já confirmaram

Dos 36 deputados estaduais, cinco já acenam para pretensão de disputar mandato federal; dois já confirmaram
A Assembleia Legislativa da Paraíba pode perder cinco de seus quadros na próxima legislatura. É que dos 36 deputados estaduais com mandato, cinco já acenam para a pretensão de disputar um mandato de deputado federal nas eleições de 2018. Destes, dois já confirmaram que vão mesmo para o embate federal no pleito do ano que vem.

Quem já confirmou que vai encarar a disputa foram os deputados estaduais Gervásio Maia (PSB) e Jutahy Menezes (PRB). Os dois já movimentam suas bases eleitorais para dar alicerce ao novo projeto que se aproxima.

Já os que apenas acenam, mas não confirmam são três: Estela Bezerra (PSB); João Henrique (DEM) e Lindolfo Pires (PROS).

Em entrevista recente Estela explicou que a possibilidade poderia se tornar realidade caso os caminhos do deputado Luiz Couto (PT) seguissem para uma disputa ao Senado Federal. Ela disse que um espaço como o que o deputado petista ocupa hoje não poderia ser substituído por qualquer político, mas sim por um que também tivesse uma representatividade democrática como a dele.

Lindolfo deixou escapar, em recente entrevista, que estava cogitando a possibilidade de disputar o mandato federal, e estava estudando a possibilidade também.

Já o deputado João Henrique afirmou que está fazendo um levantamento junto a sua assessoria para analisar a viabilidade de uma disputa pelas 12 vagas do Congresso Nacional destinadas à Paraíba.

Nas eleições de 2014, João Henrique ficou na quarta colocação entre os mais 36 mais votados, com mais de 45 mil votos.

O deputado Jutay Menezes ficou na 12ª colocação, com pouco mais de 35 mil votos.

Estela foi a 14ª mais votada, com quase 35 mil votos e Gervásio o 15º, com 34.795 Votos.

Já Lindolfo, que também acena para uma postulação federal, obteve poucos mais de 33 mil votos, ficando na 19ª posição, entre as 36 vagas na Casa de Epitácio Pessoa.

O deptuado estadual Manoel Ludgério (PSD), apesar de ter sido o campeão de votos nas eleições de 2014, abarcando 50.107 Votos, até agora não se pronunciou sobre a possibilidade de voar mais alto em 2018 e tem dito, nos bastidores, que vai, mais uma vez, para  a reeleição à ALPB.

 


Com PB Agora/Márcia Dias

Leia a nota oficial da Record TV sobre Marcelo Rezende

Apresentador faleceu na tarde deste sábado (16) aos 65 anos 


COMPARTILHAMENTOS
Marcelo Rezende faleceu aos 65 anos em São Paulo
Marcelo Rezende faleceu aos 65 anos em São PauloDivulgação/Band
A Record TV informa com grande pesar o falecimento de Marcelo Rezende, neste 16 de setembro de 2017, no Hospital Moriah, zona sul de São Paulo. Transmitimos nossas sinceras condolências ao familiares e amigos do jornalista com o qual tivemos a honra e o privilégio de trabalhar e que atuou com tanto brilhantismo em nossa programação.

O apresentador estava afastado do Cidade Alerta desde maio, quando descobriu um câncer no pâncreas e no fígado. Ele estava no comando do programa desde 2012 e ali imprimiu a sua marca, expondo os problemas de segurança pública do País com a coragem que sempre pautou sua trajetória, transformando o Cidade Alerta em um importante canal de denúncias.  “Esse jornalismo que eu e alguns companheiros fazemos é o jornalismo que revela as mazelas do País”, disse ele.
Com mais de 40 de carreira, Marcelo Rezende deixa um grande legado ao jornalismo do Brasil e da Record TV. Sua trajetória foi sempre guiada pela coragem em tocar em feridas sociais. Do flagrante de abuso policial na Favela Naval, em Diadema (SP), à corrupção no futebol, passando pelos inesquecíveis depoimentos de Francisco Assis Pereira, o Maníaco do Parque, e do ex-goleiro Bruno. Rezende foi um repórter investigativo de raro talento e um apresentador polêmico que não tinha medo de expor suas opiniões. Alguns dos episódios mais marcantes de sua carreira ele narrou no livro “Corta pra Mim”, lançado em 2013 pela editora Planeta, que tornou-se rapidamente um best-seller.

Rezende iniciou sua carreira na mídia impressa, aos 17 anos, no Jornal dos Sports, em sua cidade natal, no Rio de Janeiro, e atuou como jornalista esportivo por um longo período. Atuou no jornal O Globo e em seguida na Revista Placar, da editora Abril, até que, por fim ingressou na televisão, em 1988, quando foi trabalhar no Globo Esporte. A carreira sofreu uma guinada quando foi designado para fazer reportagens investigativas. Em 1999, fez parte da equipe de criação do Linha Direta, do qual tornou-se apresentador.
Na Record TV, o jornalista apresentou o Cidade Alerta em duas ocasiões, entre 2004 e 2005, e de 2012 a 2017, além de ter comandado o Repórter Record e o quadro A Grande Reportagem, exibido pelo Domingo Espetacular. Trabalhou também na Rede TV! onde apresentou o Repórter Cidadão e o Rede TV! News. Na Band esteve a frente do Tribunal na TV.
No dia da estreia do novo Cidade Alerta, em 2012,  Marcelo deu o tom do que o telespectador poderia esperar : “Nós não temos amigos, nem inimigos. Trabalhamos para o interesse público, o interesse da comunidade, o interesse da sociedade”.
Nessa nova fase do Cidade Alerta, a carreira do Marcelo também foi marcada pela inusitada interação com a equipe de jornalistas espalhada pelo Brasil. Descontração e alegria que contagiaram milhões de brasileiros e marcaram uma nova alternativa de informar os telespectadores.
Redação c/R7